lego-figure-with-broom

Do luxo ao lixo

E o prefeito de São Paulo, João Doria Jr, toma posse em grande estilo. Um pouco diferente, é verdade, do estilo parisiense que está acostumado. Mas foi uma posse que, sem dúvida, chamou a atenção de todos e explodiu na mídia:

de manhã cedo, ele se vestiu de gari e, empunhando uma vassoura, posou para fotos como se estivesse ajudando o pessoal da limpeza urbana logo no seu primeiro dia de mandato.

doria-blog-do-brain

É claro que o pessoal da limpeza “de verdade” já tinha dado uma boa garibada no chão para que o prefeito não corresse o risco de ter que sujar suas cheirosas e delicadas mãozinhas retirando algum resíduo sólido do chão que porventura sua vassoura não conseguisse remover.

Mas não foi a escalafobética estratégia de marketing pessoal que mais surpreendeu. E sim o seu depoimento, logo em seguida.

Questionado se era a primeira vez que ele fazia uma faxina, o agora prefeito disse:

“É a primeira de muitas”. E prometeu que pelo menos uma vez por semana, durante os próximos 4 anos, estará nas ruas como gari.

Me desculpem, mas preciso de alguns minutinhos para fazer um cálculo rápido junto com vocês. Vamos lá:

shutterstock_519521080

Para fazer uma palermice como essa, de se vestir de gari e ir até um determinado local e fingir que está trabalhando, o prefeito vai perder aproximadamente duas horas num dia.

Como ele se propõe a fazer isso uma vez por semana, serão 8 horas num mês (alguns meses têm 5 semanas, mas vamos dar esse desconto). Em um ano, ele perderia 96 horas. Como são 4 anos de mandato, seriam 384 horas. Dividido por 8, que são as horas que em média ele deveria trabalhar por dia, teremos 48 dias trabalhados.

Ou seja, só pra fazer essa tolice, ele perderia, em todo o seu mandato, 48 dias de trabalho. Dias em que ele deveria estar resolvendo problemas de interesse real para a população, como os voltados para a saúde, a educação, a segurança…

É o fim da picada.

 

Mas capacidade de trabalho é uma coisa que realmente impressiona quando falamos do novo prefeito da capital paulista:

Com apenas 59 anos de idade, João Doria Jr. (além de filho do milionário João Doria) foi publicitário, editor, relações públicas, promotor de eventos, apresentador de reality show, entrevistador, diretor de TV, diretor de marketing, escritor de livros de autoajuda,  presidente da EMBRATUR, colunista da ISTOÉ, Chairman da Casa Cor…

shutterstock_376373473

Pois é, estava faltando o posto de gari no seu currículo.

 




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *